4 inimigos da pintura do carro e como combatê-los

4 inimigos da pintura do carro e como combatê-los

Você sabe quais os 4 principais inimigos da pintura do seu carro? Descubra logo abaixo e aprenda como combatê-los.

1 – Vazamentos na garagem em cima do carro
2- Exposição ao sol
3 – Seiva de Árvore
4 – Cocô de passarinho


Deixar o carro exposto ao sol pode ser danoso, mas outros elementos podem desbotar ou manchar a pintura do carro.
Enquanto a incidência de raios solares queimam a pintura e desbotam a cor do carro,
fezes de pássaros e a seiva de árvores são prejudiciais e de difícil remoção,
pois são muito ácidos e, além da pintura, danificam quimicamente o verniz.
Nas garagens cobertas,  as goteiras, que carregam sais,  também são vilãs que podem estragar a pintura do veículo.

Como evitar danos a pintura

Realizar a limpeza e proteção da pintura com a lavagem e aplicação de ceras protetoras periodicamente podem ajudar na conservação.
Mas ele ressalta que é de extrema importância utilizar produtos adequados para a aplicação automotiva, com pH neutro e livres de agentes químicos agressivos.
No caso da vaga descoberta, a utilização da capa de carro também é indicada para proteger
a pintura do veículo contra os elementos citados na questão anterior. Porém, a capa deve ter o material adequado para o uso automotivo.

Como escolher e usar a capa de carro

A escolha do tipo do material da capa de caro depende muito do ambiente e do tipo de exposição do veículo.
No caso de áreas descobertas, por exemplo, é indicado o uso de uma capa impermeável, que irá proteger o carro da  chuva.
Outro cuidado importante é realizar a limpeza adequada do veículo antes de utilizar a capa.
Cobrir o carro empoeirado pode causar riscos, e cobrir o mesmo com umidade pode causar manchas.

Não exagere nos polimentos

Ao contrário do que possa parecer, aplicações frequentes do produto não ajudam tanto na conservação da pintura ou repintura quanto se imagina.
E esse cuidado vale para todas as cores de veículos, inclusive os brancos.

Deixe uma resposta